BLOG

  • Juliana Alves

O mercado de trabalho para o agente funerário

A Morte sempre foi considerada como um grande tabu no Mundo Ocidental, e isso ocorre até os dias atuais. Apesar de se tentar evitar o assunto, a morte está, inevitavelmente, presente em nosso dia a dia.

Além de ser um grande tabu, trabalhar em qualquer ramo que possua relação também é. Por isso, ouvir dizer que alguém trabalha como agente funerário já gerou muito espanto e ressalvas, mas, atualmente, a profissão caminha para o seu importante reconhecimento, deixando de lado os tabus e pré conceitos.

Ser agente funerário é ter uma profissão desafiadora, que requer muito cuidado, mas que está Ganhando espaço no mercado Funerário. Acompanhe, a seguir:


ALTA PROCURA PELA PROFISSÃO


Atualmente o mercado de trabalho funerário tem apresentado oportunidades de colocação profissional, principalmente por envolver diversos atores como fabricantes de Urnas e Floriculturas, por exemplo.

No entanto, sabe-se que muitas pessoas possuem dificuldades para enfrentar o tema da morte e trabalhar no ramo. Por isso, agentes funerários têm sido cada vez mais requisitados no mercado de trabalho.

Esse profissional pode atuar em múltiplas funções, entre elas, atuar como motorista realizando remoção e translado do corpo ou ainda na tanatopraxia cuidando de sua conservação, há ainda oportunidades nas áreas:

-Vendas;

- Cerimonialista fúnebre, dentre outras.


Além disso, cabe ao agente funerário providenciar os registros de óbito, a liberação para translado, organização de urnas e ornamentos para o velório, auxílio no sepultamento e prestação de serviços aos familiares do finado.

REQUISITOS PARA SER UM AGENTE FUNERÁRIO


Para atuar como agente funerário, é preciso possuir Ensino Médio completo, carteira de habilitação e realizar curso de especialização em tanatopraxia, que fornece a habilitação necessária ao profissional na preparação do corpo para a cerimônia de velório e ou funeral.

Além disso, é imprescindível que o profissional consiga lidar com a amplitude do tema e possua respeito ao realizar todos os procedimentos mencionados, tanto para com o ente falecido, como para família, que vivência a dor da perda.


COMO UM AGENTE FUNERÁRIO DEVE SE PORTAR


É muito delicado o trabalho do agente funerário, pois envolve o emocional e dores de famílias que estão vivenciando a perda. Por isso, algumas recomendações quanto ao desempenho dessa profissão é de relevante importância.


Sendo assim, um agente funerário deve prezar pela ética para com a família e falecido, além de manter sigilo quanto ao seu trabalho. Além disso, é importante manter a tranquilidade e ser paciente nas situações que podem vir a se apresentar.

Postura empática se faz fundamental para proporcionar o melhor serviço para a família enlutada, além disso, transmitir confiança também é importante para um bom atendimento.

Por fim, um agente funerário deve sempre ter o domínio das técnicas que utiliza e obter conhecimentos dos direitos legais da família do enlutado. Manter uma postura profissional, sem julgamentos é a chave para um bom profissional.

Tem interesse nesse ramo profissional? Quer saber mais sobre assuntos funerários ou enviar-nos seu currículo, entre em contato com a Funerária San Matheus, enviando um e-mail para atendimento@funerariasanmatheus.com ou pelo telefone (61) 4042-7199 e tire todas as suas dúvidas sobre os serviços oferecidos pela empresa!

Telefone Funerária San Matheus
E-mail Funerária San Matheus

Copyright © 2020 Funerária San Matheus