BLOG

  • Funerária San Matheus

Como funciona o traslado aéreo funerário?

Atualizado: Nov 3

Assim que um ente querido falece, muitos são os detalhes que precisam ser vistos para que ele possa ser velado e enterrado como a família espera. Em casos em que a morte ocorre longe do local onde a pessoa deve ser velada, o traslado do corpo é um procedimento comum.


O traslado visa levar a pessoa querida falecida para descansar no local determinado por ela ou por seus entes. Esse serviço normalmente é feito pela funerária em Brasília, que oferece todo carinho e cuidado nesse delicado momento.


Existem dois tipos de traslados funerários: o aéreo e o rodoviário. Dependendo da distância em que o corpo deve percorrer, que pode ser entre cidades, estados e até mesmo países, o traslado aéreo é a única solução. Por meio de um avião, o corpo ou os restos mortais da pessoa são levados para o local de destino.



Traslado aéreo


Como mencionado, esse procedimento é indicado para distâncias mais longas, como entre estados e países. Quanto mais distante for o destino, mais detalhes devem ser vistos para que o corpo possa ser transportado. Em caso de óbito no exterior, é preciso apresentar documentações sobre o óbito, como laudo de embalsamento e atestado, por exemplo.


É preciso, ainda, registrar o ocorrido no consulado brasileiro. Caso falte alguma documentação, o traslado não poderá ser efetuado e o corpo deverá ser velado no país onde a morte ocorreu.


Grande parte dos traslados aéreos acontece por meio de voos comerciais. É comum que companhias aéreas convencionais façam esse trabalho, levando o corpo ou os restos mortais em um repartimento do avião comercial, devidamente preparado para esse fim.



Normas de segurança


Por conterem outros passageiros no mesmo avião que o traslado está ocorrendo, é preciso que a companhia cumpra normas estabelecidas pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para resguardar a segurança do corpo e garantir a proteção da saúde dos demais passageiros.


Tais normas são referentes ao processo de conservação do corpo durante a viagem, que varia de acordo com cada corpo, causa de morte, o tempo entre a morte e a chegada até o destino, entre outras características.


Dependendo do tempo do traslado, com duração de 24h a 48h e do estado do corpo, deve ser realizado antes do embarque a formolização e o embalsamamento para sua conservação.

A ANVISA ainda determina que corpos ou restos mortais que tenham tido a causa da morte relacionada a doenças infectocontagiosas não podem ser trasladados (coronavírus é um exemplo).



Como é feito o processo?


Em caso de morte de um ente querido, o primeiro passo a se fazer é entrar em contato com a funerária na Asa Norte para iniciar os procedimentos documentais e preparação do corpo, para só então iniciar o transporte, assim a funerária cuida de todas as documentações necessárias. Será preciso providenciar esses documentos para que a empresa possa dar continuidade ao processo realizar o traslado legalmente.


Após isso, será acordada a companhia aérea e o traslado em si, sendo o corpo levado até o aeroporto onde será embarcado. Chegando ao aeroporto de destino, o carro da funerária lá contratada irá retirar e encaminhar o corpo para o lugar que será realizado o velório e só então o sepultamento ou cremação.


Conte com todo o apoio e logística da Funerária em Brasília San Matheus.


Entre em contato conosco por telefone 61-4042-7199 ou se preferir, cadastre seu endereço de e-mail para receber mais informações.

Telefone Funerária San Matheus
E-mail Funerária San Matheus

Copyright © 2020 Funerária San Matheus