BLOG

  • Juliana Alves

As principais fases do luto e como lidar com cada uma delas

Atualizado: Nov 3

Não há palavras para expressar o sofrimento de perder uma pessoa querida. O luto nasce da necessidade de sobreviver a isso. Leia esse artigo e conheça as cinco fases do luto e como lidar com elas

Todos sabemos que a morte é algo inevitável e irremediável. No entanto, não existe consolo suficiente para aqueles que perdem parentes, pessoas amadas ou amigos. Lidar com esse tipo de perda, o luto em si é complicado.

Neste artigo, comentaremos sobre as cinco fases do luto e buscar formas para lidar com todas elas. Leia o artigo até o final para conhecer mais sobre o tema.


Primeira fase: negação ou isolamento


Por se tratar primeira fase, logo após o impacto da perda, e onde costuma-se ter a maior carga emocional.

Na maioria dos casos, quem está vivenciando essa fase se torna mais introspectivo e se faz muitos questionamentos. Cria -se um mecanismo de defesa contra a dor da perda. No entanto,após esse período frequentemente ocorre a aceitação parcial. Então Como lidar?


A pessoa enlutada está vulnerável e fragilizada, devido a circunstância. Nesse momento muitos questionamentos são feitos. É preciso buscar aceitar essa fase e a realidade da perda para que o processo de cura do luto se inicie. Ela é uma forma da natureza mostrar para a pessoa que ela é forte e conseguirá lidar.


Segunda fase: raiva


É nesse momento que começa a rebeldia contra o que aconteceu. O ego não mantém mais o isolamento, negação e raiva. O enlutado se volta contra várias coisas, entre elas:

- Motivo que levou à perda;

- À pessoa que deu a notícia;

- Entes queridos;

- Médicos;


- A Deus.

Em alguns casos, as reações são imprevisíveis.

Como lidar?

A pessoa precisa se dispor a sentir a raiva, pois se torna necessário para a cura. É importante deixar esse sentimento vir à tona, pois há mais chances de que se dissipe com o passar do tempo e que o processo da cura ocorra de forma mais equilibrada.

Por trás da raiva, existe a dor; Mas a raiva pode também força, atuando como estrutura, quando a pessoa sentir que não tem mais nada.


Terceira fase: barganha

É onde acontece uma negociação da dor pela perda, pois o isolamento, a negação e a raiva se encerraram. A pessoa começa a pensar que se talvez, ela modificasse o seu comportamento, poderia existir alguma forma de salvação.

Em geral, as conclusões acabam sendo ponderações sobre como “ser um indivíduo melhor”, além do empenho de fazer pactos e promessas com Deus para que se faça possível receber um milagre ou uma graça.

Como lidar?

Nesse momento, surgirão várias declarações que lidarão com o “E se…”. A intenção do enlutado é voltar no tempo para achar uma maneira de impedir ou reverter o que aconteceu.

O que existe por trás da barganha é a culpa de acreditar que poderia ter feito algo ao longo da vida ou para mudar a situação.



Quarta fase: depressão


Aqui acontece a percepção de que o que aconteceu não tem mais volta. Emoções que variam entre desânimo, impotência, apatia, desinteresse e melancolia. É comum que haja comportamentos como desejo de organizar a vida, momentos de choro, reflexão sobre a falta que está sentindo e isolamento.

Como lidar?

O principal é compreender que isso não é necessariamente uma patologia. É um sentimento natural, que surge como resposta à perda. Aqui, sentir depressão é mais do que comum e equivale ao processo de cura.



Quinta fase: aceitação


A pessoa enlutada finalmente aceita e entende o que aconteceu. O sofrimento sofre uma suavização e ela fica mais tranquila.

Como lidar?

Quem perdeu alguém deve tomar consciência de que a saudade sempre existirá, mas que é possível seguir sem seu ente querido.

Gostou do artigo? Esperamos que tenhamos colaborado em mostrar como amenizar cada fase de luto.

Somos uma funerária que atua há mais de 25 anos na Asa Norte, em Brasília, na prestação de serviços funerários para sepultamento, cremação ou translado. Entre em contato conosco por meio de e-mail atendimento@funerariasanmatheus.com pelo telefone (61) 4042-7199 para informações complementares ou solicitar um orçamento.


Telefone Funerária San Matheus
E-mail Funerária San Matheus

Copyright © 2020 Funerária San Matheus