top of page
Image by Danilo Batista

BLOG San Matheus

  • Foto do escritorSan Matheus Funerária

Cemitérios, verdadeiros museus à céu aberto

Atualizado: 17 de nov. de 2023

Erroneamente, muitas pessoas ainda associam os cemitérios a lugares ligados apenas a morte e ao sofrimento.


No entanto, alguns deles são verdadeiras obras de arte, repletos de túmulos, estátuas e detalhes impressionantes.


Em outras palavras, eles são praticamente museus a céu aberto.


Espaços como esses têm muito a oferecer para quem os visita, como histórias incríveis, a evocação de personalidades que viveram centenas de anos atrás e uma magnífica e impressionante arquitetura.

O Cemitério Alegre - Spâna, Romênia

A ideia que nós temos hoje de que os cemitérios são lugares que devem ser evitados, por conta de sua atmosfera tenebrosa e mórbida, é resultado da enorme influência da literatura romântica do século XIX, carregada de drama, dor e luto.


Para essa vertente da arte, bem como para as produções cinematográficas do século seguinte, coisas terríveis aconteceriam em um museu a céu aberto ladeado por tumbas, despertando o medo e a crença no sobrenatural como algo a ser mantido o mais longe possível.


No entanto, essa visão mudou nas últimas décadas, transformando os cemitérios em belíssimos e intrigantes pontos turísticos, dignos de um espaço na agenda de qualquer pessoa.


Vamos conhecer alguns lugares únicos e que merecem uma visita na sua próxima viagem.


O Cemitério Alegre - Spâna, Romênia


O apelido pode soar contraditório, mas no vilarejo de Spâna, no norte da Romênia, o Cemitério Alegre (Merry Cemetery, em inglês) virou característica do local.


As lápides cinzas foram trocadas por muitas cores, e há desenhos de arte primativa algo como pinturas de crianças descrevendo a vida e obra das pessoas lá enterradas.


Highgate - Londres, Inglaterra


Construído em Londres em 1839, o Cemitério de Highgate recebe também o nome de Cemitério de St. James, santo protetor do lugar.


Com mais de 50 mil lápides e dividido em duas partes (oriental e ocidental), o espaço remete aos clássicos filmes de suspense, com esculturas imponentes e vegetação vasta.


Entre os principais pontos a serem visitados pelos turistas em seu interior, estão:

  • A Avenida Egípcia: Rodeada por 16 abóbadas com temática e arquitetura provenientes do Egito;

  • O Círculo do Líbano: Uma série de mausoléus que, até 2019, cercavam uma árvore de cedro do Líbano;

  • O Mausoléu Beer: O maior monumento do cemitério é também o mais caro (proporcionalmente) desse museu a céu aberto, tendo sido construído para Julius Beer em 1880;

  • A tumba de Karl Marx: É nesse local que também se encontra o túmulo de um dos maiores pensadores alemães de todos os tempos.

Cemtério Highgate – Inglaterra
A Avenida Egípcia - Cemtério Highgate

St. Louis Cemetery No. 1 - Nova Orleans, Estados Unidos


Repleto de lendas e histórias fantásticas, esse cemitério localizado em Nova Orleans, é o mais antigo da região e, sem dúvidas, um dos mais famosos do país.


Nele encontram-se figuras como Marie Laveau, conhecida como a “rainha do vodu” (antiga tradição religiosa).


No túmulo de Laveau é comum avistar desenhos de três “x” em sequência, deixados pelos inúmeros visitantes, seguidos de algum pedido.

Cemitério St. Louis Cemetery No. 1 - Estados Unidos
Cemitério St. Louis Cemetery No. 1

Cimetière du Père-Lachaise - Paris, França


Esse cemitério é simplesmente o mais visitado do mundo, recebendo cerca de 1 milhão de curiosos anualmente.


Tido como um lugar desenvolvido para a elite parisiense, o Père-Lachaise comporta túmulos de grandes personalidades, como:


Neptune Memorial Reef - Miami, EUA


Apelidado por muitos como a cidade dos mortos, este é, na verdade, uma tentativa de recriar a Cidade Perdida de Atlantis.


Projetado para ser o maior arrecife criado pelo homem hoje espalha-se por cerca de 2.000 m², a mais de 12 metros de profundidade serve oficialmente como mausoléu subaquático para restos mortais cremados de moradores da Flórida.


Mas passou a atrair mergulhadores, turistas e curiosos que exploram a vasta e fascinante vida marinha presente no ambiente.


La Recoleta - Buenos Aires, Argentina


Em um dos bairros mais nobres e bonitos da capital argentina, o cemitério que leva seu nome é também uma atração turística.


O Cemitério de La Recoleta é famoso por abrigar figuras ilustres argentinas, de ex-presidentes a músicos e escritoras. Mas nenhum túmulo atrai mais visitantes que o da ex-primeira dama Eva Perón.


Toda a arquitetura neoclássica do cemitério, suas obras de arte e os belos jardins que rodeiam o cemitério tornaram-se uma popular área de lazer entre os locais

La Recoleta - Buenos Aires, Argentina
Cemitério La Recoleta em Buenos Aires

Okunoin - Koyasan, Japão


O maior cemitério do Japão com mais de duzentas mil sepulturas é um verdadeiro templo de meditação.


Em uma encosta do Monte Koya, a cerca de 50 quilômetros de Osaka, Okunin é o local mais sagrado de Koyasan, já que abriga o mausoléu de Kobo Daishi, fundador da seita budista Shingon que, acredita-se, está em meditação eterna desde o ano de 835.


Staglieno - Gênova, Itália


Cobrindo uma área de mais de 1 km², o Cemitério Monumental de Staglieno é um dos maiores da Europa.


Fica em uma encosta no bairro de mesmo nome em Gênova, e é famoso por seus túmulos elaborados e esculturas de artistas como Leonardo Bistolfi, Augusto Rivalta, Giulio Monteverde e Edoardo Alfieri (incluindo uma réplica do Panteão de Roma). Uma curiosidade: o túmulo da família Appiani, lá instalado, apareceu na capa do álbum Closer da banda de rock britânica Joy Division.

Staglieno - Gênova, Itália
Cemitério Staglieno na Itália

Por que alguns cemitérios geram tanto interesse turístico?


Resumidamente, podemos afirmar que os cemitérios já não cumprem mais apenas seu papel de receberem os corpos de entes queridos após uma cerimônia fúnebre.


Eles são, mais do que nunca, lugares associados à memória.


No caso dos construídos em meados do século XIX, por exemplo, há uma tendência grande ao acúmulo de manifestações artísticas em seus mais variados modelos, como esculturas, arquitetura ímpar e belos poemas gravados entre as lápides.


Há também os cemitérios que abrigam os túmulos de figuras famosas, como escritores, pensadores e grandes músicos de sua época, atraindo assim uma horda de fãs e curiosos de todos os tipos, como é o caso do parisiense Père-Lachaise, que recebe milhares de visitantes todos os anos.


É exatamente daí que surge a proposta de museu a céu aberto, a final, nada mais atraente para os turistas do que encontrar tudo em um só lugar, com o bucolismo particular que somente um local como esse pode oferecer.

 

Se você gostou de conhecer mais sobre o assunto, acesse nosso site. Por lá você encontra todas as informações necessárias para contratar um plano funerário hoje mesmo! Estamos sempre dispostos a oferecer o melhor serviço funerário.


Posts Relacionados

Ver tudo

Comentarios


bottom of page